Comendo a cunhada

Minha noiva tem familia no interior de SP, e em um feriado fomos visita-la. A casa era simples, 2 quartos, 1 banheiro, uma piscina com churrasqueira e um gramado. Naquele feriado, a irma e o irmao da minha noiva tambem foram visitar os pais, ja que todos eles se mudaram para a capital. Minha cunhada tinha 25 anos, e eu 30, ela era loira, peitos avantajados, uma barriga malhada, uma bela bunda e pernas de chamar a atencao. Em um dos dias do feriado, fizemos um churrasco, e depois de comer todos foram tirar a “soneca da beleza” e ficamos apenas eu e minha cunhada na frente da churrasqueira, mais especificamente, nas espreguiçadeiras da piscina . Conversamos sobre nossas vidas profissionais, hobbies e outras coisas, até chegarmos nos relacionamentos, perguntei para ela se ela estava namorando, ela disse que e ultimo namoro tinha acabado faziam 8 meses, e que desde entao estava na seca, disse que minha noiva tambem nao fodia muito e a conversa fluiu normalmente. O que nao esperavamos era a chuva que caiu, uma chuva forte, com alguns granizos, fomos correndo para a parte coberta da churasqueira, e quando sentamos reparei que por baixo da blusa branca decotada, ela nao estava usando sutia, por estar molhada, pude ver aqueles seuos redondos com mamilos medios e marrons, mais duros que nao sei o que, isso fez com que meu pau virasse pedra, e como estava de sunga, era impossivel esconder. Estavamos cercados por agua, o caminho ate a casa estava obstruído e só conseguíamos ver uma imensa parede de chuva. Ja que estávamos inacessíveis, comecei a massagear meu penis, e ela, muito gentil, comecou a massagea-lo tambem, quando ela colocou a mao na minha sunga, tomei um susto, e ela disse que nao tinha problema, por que ninguem conseguiria ir ate la e que minha noiva nao precisaria ficar sabendo. Aquilo foi a minha deixa. Tirei minha sunga expondo meu penis e deixando ela me masturbar, ela me masturbou com movimentos leves, ate que seus labios sedentos nao aguentaram e foram passeando pelo meu corpo, ate encontrar meu pau, ela lambia a cabeça, massageava as bolas e de vez em quando, enfia tudo na boca, mas logo se engasgava e voltava para os curtos movimentos verticais, sem controlar meu prazer, puis minhas maos naqueles cabelos louros e comecei a empurrar sua cabeca, ate que nao aguentei e gozei em sua boca, ela se espantou com a quantidade, mas engoliu tudo. Era minha vez de agrada-la. Rasguei sua blusa decotada e comecei a lamber seus mamilos, que estavam mais duros que pedra, hora chupava seus seios, hora dava beijos naqueles labios carnudos e vermelhos. Passei minha lingua por todo seu corpo, ate chegar na sua vagina, comecei a estimular seu clitoris com meus dedos, mas ao ver que estava morrendo de prazer, abaixei e coloquei minha boca naquela buceta molhada e sedenta, passei minha lingua por toda a sua buceta, mas fui interrompido por um grito: —Enfia logo!!!!! Estava sem camisinha! Tinha deixado todas na minha mala, ao ouvir isso ela se virou, ficando de quatro, empinando aquela bunda gostosa, nao pensei duas vezes! Enfiei tudo de uma vez, ela soltou um gemido que me fez enfiar com mais vontade ainda. Ela estava de quatro e eu com meu pau dentro dela, abracei-a por tras e comecei a passar a mao por aqueles seios naturais, redondos e firmes, estava massageando seu mamilo quando ela disse que estava perto de um orgasmo, tirei minhas maos de seus peitos e comecei a massagear seu clitoris, ela teve seu orgasmo, soltando pequenos e altos gemidos, que eram abafados pelo som da chuva, tirei meu pau de seu cu e comecei a me masturbar em cima de seu rosto, gozei mais una vez, teria gozado outras mas a chuva estava parando, e logo minha noiva voltaria de seu sono da beleza. Entao pulamos na piscina para se limpar, mas ao pegar minha sunga para entrar na agua, lembrei que esta tinha um bolso com uma camisinha guardada, nao perdemos a chance, entramos na agua e coloquei meu pau naquela buceta gostosa, ouvir o barulho de nossas coxas se batendo fez com que ela tivesse mais um orgasmo, e que eu gozasse mais uma vez. Quando nos limpamos a chuva ja tinha passado, e nossos familiares ja estavam a caminho. Foi um feriado otimo, mas infelizmente tive que voltar para sao paulo, ela veio me visitar em casa algumas outras vezes, mas sempre com minha noiva junto, espero um dia poder encontra-la sozinho novamente, para podermos repetir a dose de orgasmos e caricias.

0 comentários:

Postar um comentário


Então voçê, também gosta de ficar observando !!!

Interessante....

" Então conte para todos, como pode alguém observar, sem comentar para os outros, o que voçê tinha observado. "


Navegando nas noites frias...

Enquanto todos Dormem

Aviso

Atenção este Site é Aconselhavél para maiores de 18 anos. Aqui Expressamos o prazer de observar.

Este Site tem conteudo Adulto para maiores de 18 anos

Contato

Rede Sociais

Info
Parte do conteúdo aqui mostrado, foi extraído da internet. Caso se sinta ofendido, ou violado, por favor nos avise que o retiraremos imediatamente!